O guia definitivo de como fansubar

 Olá, aliados. Você que clicou nesta página tem a mínima curiosidade de legenda animes. Para começar, permita-me falar dos seus principais aliados. 

 

1. Aegisub: ele é sua ferramenta principal de trabalho. É o que você vai usar para legendar. 

Download: Windows | MacOS/Linux

2. MKV Merge: com ele você vai juntar a raw (vídeo sem legenda), a legenda e as fontes num só arquivo mkv.

3. MKV Cleaver: ele é ótimo para pegar as fontes e arquivos de fansubs gringas para usar como base.

O MKV Merge e MKV Cleaver vocês podem pegar as versões mais atuais, não importa muito.

 

Você consegue abrir o vídeo pelo Aegisub e abrir a legenda do próprio vídeo usando Open subtitle from source. O MKV Cleaver é usado para pegar fontes dos typesetting de fansub gringa, para conseguir visualizá-los direito pelo aegisub. Algumas raras fansubs, entretanto, como a FFF, você só consegue pegar a legenda usando o MKV Cleaver, o Aegisub não pega.

Enfim, quando você entra na página sobre fansub na wikipédia, ela está cheio de cargos que hoje em dia são irrelevantes. Além disso, eles não dão uma ordem boa de importância. Permitam-me falar de cada cargo na ordem de importância.

 

Tradução: Claramente, é a função mais vital, pois sem ela não tem legenda. Normalmente, você vai pegar o episódio da fansub gringa no Nyaa.si e vai traduzir do inglês. Na minha experiência como fansubber, tem muito pouco tradutor de japonês. Mesmo se você souber japonês, ainda recomendo que use a legenda gringa como base, pois ela vai ter um timing certo para você usar. Também é uma fonte a mais para você comparar se entendeu a fala direito.

Enfim, quanta liberdade se pode ter na tradução? Isso depende de gosto. De fansub pra fansub vai ser diferente. Recomendo que traduza o mais literal possível (sem estar errado), e deixe recomendações de alterações que você faria para deixar mais natural entre chaves {}, pois quem deve deixar as falas naturais é o Editor, não você. Duas pessoas fazendo o mesmo trabalho pode dar problema. Às vezes se você já traduz adaptando, o editor vai adaptar mais ainda, e a frase vai ficar bem distante da original.


Pedi que o snyte desse seus dois centavos sobre tradução, eis o que ele falou:

Coisas para se ter em mente ao traduzir: muitas vezes você como tradutor pode pensar em tentar fazer uma tradução 1:1, mas na grande maioria dos casos isso não é possível e muito menos viável, principalmente quando se precisa seguir o tempo de uma legenda e sempre evitando colocar notas de tradução para que não seja necessário a inserção de notas no episódio, que acabam por poluir o vídeo. 

Por esse motivo, a tradução pode vir a ser um dos processos mais trabalhosos e exaustivos mentalmente para se realizar de forma que seja satisfatória. O tempo que você vai levar para traduzir um episódio é muito subjetivo, às vezes uma tradução pode ser feita em 2 a 3 horas para algo mais simples com pouco vocabulário específico ou que seja fácil de portar o significado para a língua alvo, ou a tradução pode levar dias, pois vai necessitar de muita pesquisa em algum campo do conhecimento específico, muita dor de cabeça para tentar adaptar uma piada ou trocadilho ou simplesmente é cheio de diálogos complexos com muitas nuances. 

Então para se manter motivado a continuar traduzindo como um passatempo, traduza coisas que você realmente gosta, pois assim o amor pela obra pode vir a te motivar a continuar sempre voltando, mesmo que a frequência seja pequena. Caso não tenha interesses específicos comece a traduzir por obras que geralmente têm um vocabulário mais simples como a maioria dos mangás da Shounen Jump, slice of life ou até mesmo algum esporte que você goste; evite comédias.  

 

Sites bons para usar:

jisho.org/ - Checar tradução de coisas japonesas que tirou de ouvido.

deepl.com/ - Checar tradução de alguma frase em inglês que possa ter ficado confusa. 

dictionary.cambridge.org/ - Dicionário de inglês, sempre útil 

Google - O google é seu amigo para as mais diversas coisas, inclusive para buscar conhecimento acerca de assuntos específicos que podem estar sendo discutidos pelo anime que está sendo traduzido. 

 

Se você não entende japonês faça um esforço para tentar absorver o máximo da cultura possível fora dos animes, como vídeos no YouTube, programas de tv com legendas e coisas do gênero. Não se prenda a uma única forma de mídia.

 

Temporização: Era mais vital antigamente, pois não tinha muita legenda de transmissão simultânea pra usar como base. Hoje em dia, tem fansubs que nem tem temporizador, mas eu ainda considero importante arrumar o tempo das falas do simulcast, pois os acho horríveis. Há um guia em inglês sobre timing para quem quer aprender a fazê-lo direito. Futuramente considero fazer uma versão em português desse guia, mas me falta motivação no momento.

 

Edição: Como falei na descrição do tradutor, o editor é o responsável por deixar o roteiro o mais natural possível. Eu recomendo que, ao editar, se pergunte "Alguém falaria dessa forma?", se a resposta for não, mude. Não se esqueça que legenda é um meio informal, estamos literalmente traduzindo como pessoas falam, então não adianta escrever igual um robô da gramática, até porque a legenda ficaria desconfortável de ler nesses casos, já que é algo tão diferente de como você fala.

O editor também deve corrigir erros bobos, tanto de escrever palavras errado, quanto de digitação.

Não tenha medo de usar "pra" em vez de "para", nem nada do tipo. Desde que você não exagere ao ponto da legenda ficar completamente regionalesca, apenas idiotas reclamariam. Uma legenda natural flui bem melhor e é bem mais agradável de ler.

É preferível que o editor tenha algum conhecimento de inglês ou japonês para poder encontrar erros de tradução.

 

Honoríficos: manter ou tirar? Isso é preferência pessoal. Se você vê anime meramente pela história, você provavelmente não se importará com isso. Há o argumento de que tirar os honoríficos deixa a legenda mais natural em nosso contexto. Eu concordo com isso, mas questiono se deixar tão natural é algo necessário. Quando você vê uma obra de outro país, deve estar disposto e/ou preparado para ter alguns elementos culturais que você não entende. Eu, particularmente, sempre achei gostoso aprender essas diferenças entre países. Eliminar esses elementos para possibilitar um entendimento mais geral não me parece algo bom, pois ao fazê-lo o conteúdo perde parte de sua singularidade. Tomem cuidado ao tentar deixar o roteiro natural, pois honorífico é a mais leve dessas circunstâncias, já que praticamente não influência na experiência do telespectador, então nem tem pra que ter tanto debate a respeito. Mas eu, pessoalmente, vejo honoríficos como parte dessa categoria que ajuda a singularizar o conteúdo, por isso, hoje em dia, eu não os removo mais. Antes eu preferia deixar o mais natural possível, então alguns projetos antigos deste site não tem honoríficos.

Se for tirar os honoríficos: vejo muita gente prefere não trocar todos os -san, por sr./sra ou srto./srta. pois acham estranho, já que ninguém fala assim por aqui (especialmente em contexto escolar). Por isso falo para tomarem cuidado ao localizar. Vai ficar estranho na legenda? De fato, mas não tem problema estranhar. Japoneses são mais educados que brasileiros. Isso é cultural. Ao não trocar todos o -san por sr./sra./srto/srta. você está eliminando um traço cultural. Sim, é estranho mesmo. Educado demais e cria um sentido de distanciamento. Por isso aquelas cenas de anime colegial onde uma personagem pede para a outra não chamá-la de -san fazem sentido.
 

 

Codificador: É o cara que vai deixar o anime bonito de se ver e num peso bom. Meu aliado, Julek, manda estes links para todos que têm interesse, então farei o mesmo.

https://silentaperture.gitlab.io/mdbook-guide/introduction.html https://i.fiery.me/En7mM.pdf https://learnxinyminutes.com/docs/python/ https://guide.encode.moe/encoding/preparation.html https://iamscum.wordpress.com/_test1/_test2/ https://github.com/LightArrowsEXE/Encoding-Projects https://github.com/Beatrice-Raws/encode-scripts https://vsdb.top/

Todos os links estão em inglês. Infelizmente não tem material bom em português, então se você não sabe inglês, vai ter que descobrir sozinho o que fazer. Eu não tenho conhecimento da área, então não poderia criar um guia bom sobre.

 

Fiscal de qualidade: Como o nome sugere, é quem vai fiscalizar a qualidade do lançamento. Trata-se de assistir atentamente o episódio procurando defeitos.


Emplacadores e Criadores de karaokê: Honestamente, ambos são supérfluos. Pura vaidade de fansubber. Não se preocupem muito com isso, apenas faça se você gostar. Na minha experiência, boa parte dos projetos atrasam ou morrem por causa dessas duas funções que requerem muito tempo, apesar de não serem muito úteis.

Ver animes em transmissões simultâneas prova isso. Sua experiência não será drasticamente diferente de quem consume de fansubs que fazem placas bonitinhas e karaokês brilhantes, apesar das simulcasts não fazerem, pois o que importa de fato é a tradução. Ainda assim, nas simulcasts incomodam um pouco, pois a tradução fica junto ao diálogo, então às vezes fica ruim de diferenciar o que é diálogo e o que é placa. Por isso, recomendo que deem um \an8 na tradução da placa, para separá-la do diálogo. 

Se você quiser aprender algum dos dois, de novo, você vai ter que se virar. Não tenho interesse neles, então não falarei nada sobre.



Enfim, explico por que resolvi fazer este guia. Espero que as próximas gerações de fansubbers tenham suas prioridades no lugar, focando no diálogo e na experiência de consumir anime em si, mais do que nas bobagens supérfluas de placas bonitinhas e karaokê. Acreditem em mim, ambos consumem muito tempo e não valem a pena. O mais importante são as falas e sempre será. A partir do momento em que você entende isso, seus projetos fluem e saem com muita mais naturalidade.

Lembrem-se: legenda é um meio informal. Não tem por que seguir a gramática a risco, até porque a gramática do Brasil não é algo  condizente com a realidade do português falado no País. Forçam estruturas antigas que apenas servem para criar outra forma da elite julgar o povo.

 

Resumo da ópera: foquem em traduzir bem, editar de forma que o roteiro fique natural a ponto de que você consiga imaginar pessoas reais tendo esse diálogo. Estudem sobre codificação de vídeos, pois ter episódios bonitos com o menor tamanho possível faz muita diferença. E aprendam temporização, pois ninguém gosta de uma legenda com tempos merdas, que fica piscando na cara do telespectador e estraga a experiência toda. Quanto às aberturas e os encerramentos, botar a tradução neles já está de bom tamanho. O mesmo para as placas.


[Artigo em expansão] Planos para o futuro: assim que eu tiver energia, vou dissertar um pouco mais sobre boa edição, já que é minha área de expertise. Também vou explicar direito sobre o processo de timing em vez de só linkar aquele site em inglês (já que o considero tão importante, é o mínimo que posso fazer). Quanto ao encode, tentarei convencer alguém a vomitar um nível mais básico de conhecimento nesta página, pois seria o suficiente para melhorar o encode da maior parte das fansubs brasileiras, e o conteúdo avançado é bem sofrido, então quem não tiver garra pra aprender sozinho, não teria garra para persistir, de qualquer forma.